quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Eu coopero com a minha saúde é o tema da campanha de prevenção lançada pela Cooperlotação durante o Outubro Rosa



Segundo dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva), o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre mulheres do Brasil e do mundo. Só em 2016, serão mais de 57 mil novos casos da doença no País.

Se detectado em sua fase inicial, o câncer de mama tem 95% de chance de cura. Com base nesses dados, a Cooperlotação aproveitou o Outubro Rosa para apoiar a causa, promovendo uma intensa campanha de prevenção em suas redes sociais.

Intitulada Eu coopero com a minha saúde, a empreitada – criada e organizada pelo Departamento de Comunicação da entidade, está sendo realizada durante o mês de combate à doença. A estratégia principal foi utilizar o Facebook e Instagram para postar imagens com frases que incentivam a vigilância em relação ao câncer de mama. Uma imagem diferente para cada dia útil do mês, totalizando cerca de 20 figuras distintas com a mesma mensagem de auto-cuidado.

“Queremos que as pessoas lembrem que se cuidando podem descobrir a doença a tempo e, assim, evitar com que ela evolua. Usamos as redes sociais digitais para, de maneira educativa, orientar como fazer o autoexame, em casa e sem qualquer custo. Além de mostrarmos, com figuras simples, os sinais da doença, para que quem a tem possa reconhecer a tempo de tratar”, disse a vice-presidente da Cooperlotação, Márcia Germana Ferreira.

Esta é a primeira campanha de cunho sócio-educativo que a Cooperlotação lança nas redes sociais. Até o final de outubro, outras imagens inéditas serão publicadas, a fim de contribuir com a causa e agregar ainda mais informações aos seguidores da entidade.

“Apesar de sermos uma instituição voltada ao transporte público municipal, somos uma cooperativa e levamos a mensagem do cooperativismo à diante. No caso desta campanha, a mensagem principal é a de que as pessoas devem cooperar com a sua saúde e este é o nosso incentivo durante este mês de outubro”, finalizou a vice-presidente.



terça-feira, 20 de setembro de 2016

Cooperativa de lotações inaugura unidade de atendimento no Helbor Offices



A Cooperlotação inaugurou ontem (19), uma nova unidade de atendimento ao público no Centro de São Vicente. No espaço, localizado no terceiro andar do edifício Helbor Offices (construído no espaço do antigo Esporte Clube Beira Mar), o cliente pode fazer cartão transporte comum e recarga para cartão transporte. O atendimento às empresas também passou a ser feito no novo local.

Para Everton PH, que foi até a sala da cooperativa no Helbor no início desta tarde para fazer seu cartão comum, a Cooperlotação surpreendeu. "Aqui ficou bem legal, é sossegado, centralizado e oferece mais segurança, além de nos proporcionar a chance de ver a cidade de cima. Certamente, farei minhas recargas aqui", disse o usuário das lotações, morador do Humaitá.



Márcia Ferreira, vice-presidente da entidade, afirmou que a escolha do novo local beneficiará ainda mais usuários e permissionários de lotação. "Aqui temos mais segurança, além de nos possibilitar atender aos nossos clientes com maior conforto e agilidade".

Ela enfatiza que para entrar no edifício, o usuário precisa identificar-se com o RG. "Lembramos que nossos clientes precisam ir até o local devidamente identificados, pois é norma do prédio".

A nova unidade da Cooperlotação fica na Rua Benjamim Constant, 61, sala 308. 
O local funciona de segunda à quinta, das 8h30 às 17 horas e nas sextas, das 8h30 até às 16h30.


Cadastro e Recadastro
Os clientes que precisam fazer cadastro, recadastro e segunda via, devem ir até a sede da Cooperlotação, que fica na Rua Frei Gaspar, 2959, no Parque São Vicente. Neste local, o atendimento é de segunda à quinta-feira, das 8h30 às 17 horas e nas sextas, das 8h30 às 16h30.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3469-2211.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Cooperlotação contará com uma nova unidade de atendimento ao público em São Vicente




A partir do dia 19 de setembro, São Vicente contará com uma nova unidade de atendimento aos usuários de cartão transporte na cidade. Localizada no edifício Helbor Offices (construído no espaço do antigo Esporte Clube Beira Mar), no centro, será a terceira loja da Cooperlotação.

“Estamos abrindo a nova unidade a fim de oferecer maior comodidade e agilidade no atendimento aos nossos clientes”, afirma Márcia Ferreira, vice-presidente da Cooperlotação.

No novo espaço, o cliente poderá fazer recarga no cartão transporte aceito nas lotações e também cancelamento do mesmo, em caso de perda. O local funcionará de segunda à quinta, das 8h30 às 17 horas e nas sextas, das 8h30 até às 16h30.

A unidade fica na Rua Benjamin Constant, 61, sala 308.

Recarga e Cadastro
O cliente continuará podendo fazer recarga de cartão transporte na VipX Shopping Popular (Rua Frei Gaspar, 535, box 82, no Centro). A loja abre de segunda à sexta, das 9 às 18 horas e aos sábados, das 9 às 14 horas.

Já aqueles que precisam fazer cadastro, recadastro e segunda via, devem ir até a sede da Cooperlotação, que fica na Rua Frei Gaspar, 2959, no Parque São Vicente. Neste local, o atendimento é de segunda à quinta-feira, das 8h30 às 17 horas e nas sextas, das 8h30 às 16h30.


Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3469-2211.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Cartão Transporte é comercializado em novo endereço



O cartão transporte da Cooperlotação está sendo vendido em novo endereço.  A partir de agora, os interessados em fazer cadastro e recadastro para cartão comum, escolar ou empresa, devem ir até a sede da cooperativa, que fica na Rua Frei Gaspar, 2959, no Parque São Vicente (próximo à antiga rodoviária).

No local, que funciona de segunda à quinta, das 8h30 às 17 horas, e às sextas, das 8h30 às 16h30, os usuários também podem fazer retiradas de cartão transporte e segunda-via.  O novo posto conta com três guichês de atendimento ao usuário.

Recargas - Já recargas de créditos para os cartões que funcionam nas lotações de São Vicente e cancelamento dos mesmos, podem ser feitos na unidade que a cooperativa mantém no VipX Shopping Popular. A fim de agilizar o atendimento, quatro guichês operam no local.

A loja da VipX fica na Rua Frei Gaspar, 535, box 82, no Centro. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (13) 3469-2211 e (13) 3461-7449 ou pelo e-mail ouvidoria@cooperlotacao.com.br.





terça-feira, 12 de julho de 2016

Cartões Transporte passam por reformulação visual


Neste segundo semestre, os cartões transporte da Cooperlotação estarão com novo layout. A reformulação visual dos produtos voltados para empresas, estudantes, idosos e gratuidades será conhecida pelos passageiros de forma gradativa.
Márcia Germana Ferreira, vice-presidente da cooperativa, explica: “Os novos cartões serão destinados àqueles que solicitarem segunda via, pelo menos inicialmente”.
As reformulações continuam a trazer imagens da cidade, desta vez, com filtro que se assemelha à pintura a óleo sobre tela. O cartão estudante tem fundo cinza e traz a praia do Itararé vista do alto, com um parapente em primeiro plano.
O cartão idoso mantém o fundo ouro, com a imagem do Marco Padrão. O gratuidade, tem fundo roxo e traz estampado a Pedra da Feiticeira. Já o cartão empresa, possui a imagem noturna da Ponte Pênsil iluminada.


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Cooperados lotam plenarinho para audiência pública sobre o transporte



Na noite do de 06 de julho, os autorizatários de lotação lotaram o Plenarinho da Câmara Municipal de São Vicente para participar de Audiência Pública cujo objetivo, segundo informava o convite publicado em faixas pela cidade, era discutir o transporte coletivo de passageiros.

No encontro, iniciado pontualmente às 19 horas, Ricardo Nascimento, chefe de gabinete da Secretaria de Transportes – que representava o secretário da pasta, Raimundo Oliveira, revelou   o motivo da audiência: apresentar seu projeto de modernização do transporte municipal.

A implantação, por meio de licitação pública, de uma empresa gestora que será responsável pela gerência econômica e operacional do sistema de passageiros faz parte deste projeto, assim como a implantação do caixa único.

Desde que foram implantadas por lei, em 1997, as lotações de São Vicente contam com a gerência econômica e operacional feita, em conjunto pela Cooperlotação e pelas associações. Nos últimos meses, os líderes do sistema têm se reunido regularmente para alinhar o trabalho de forma a atender todas as exigências da Prefeitura Municipal e do Ministério Público, o que inclui a implantação da bilhetagem eletrônica e da acessibilidade em 100% da frota.

“Temos nos empenhados para oferecer um serviço cada vez melhor para a população e vamos continuar trabalhando focados nisso“, disse o presidente da Cooperlotação, Wagner Luiz Alves de Souza.

Após a apresentação do projeto, os representantes da Setrans leram alguns questionamentos que foram feitos por escrito, não dando a palavra falada para réplicas. Diante do ocorrido, o cooperado Adelfo Soares, declarou: “Infelizmente, este evento foi uma audiência pública onde o público não teve direito a palavra“.

Em sua página no Facebook, a diretoria da Cooperlotação publicou o seguinte manifesto:






terça-feira, 5 de julho de 2016

Novos carros estão sendo adesivados para ganhar as ruas de São Vicente



Todos os dias, novos microônibus chegam para ser adesivados na garagem da Cooperlotação. São agendados até três carros diariamente, inclusive aos finais de semana. O trabalho dentro da entidade tem sido intenso. O objetivo é suprir o déficit de veículos do transporte municipal causado com a saída das vans.

“Estamos trabalhando a todo o vapor para atender a população da melhor forma possível. Para esta semana já temos 15 carros agendados. Isto significa que serão 15 novos veículos que, em poucos dias, estarão servindo a população nas ruas vicentinas”, disse o presidente da entidade, Wagner Luiz Alves de Souza.

Desse total, dois terços são destinados à linha da Náutica 3 – bairro que, atualmente tem menor número de lotação. O desgaste com essa falta de veículos tem afetado tanto a população local, quanto os motoristas e autorizatários. “Mas tal realidade está mudando”, afirma o presidente.

Ele finaliza, enfatizando que a diretoria da cooperativa tem se empenhado para oferecer uma nova perspectiva no transporte municipal de São Vicente. “Estamos nos reunindo regularmente para buscar soluções para os problemas que surgiram e agindo para que estes resultados sejam vistos pelos cooperados e pela população em geral”.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Lotações fizeram transporte gratuito para evento social

No último sábado (25), a Cooperlotação colaborou em mais uma edição do Transporte e Cidadania, evento de ação social realizado anualmente pelo Sest Senat. Oferecendo transporte gratuito para o evento, 15 lotações de São Vicente trabalharam para doar um pouco de solidariedade para o município.
“Neste dia, operamos com 5% da frota totalmente voltada para o evento e a maioria das viagens foi realizada com os carros lotados”, contou Wagner Luiz, presidente da Cooperlotação.
Ele foi um dos motoristas responsáveis pelo transporte gratuito e se impressionou com o resultado da ação: “Foi muito bom poder colaborar de perto com o evento e ver a expectativa e alegria estampada no rosto de cada passageiro”, disse o presidente.

Wagner finalizou revelando que a nova diretoria da cooperativa planeja, ainda este ano, realizar outras ações em prol do social, a fim de contribuir ainda mais com a cidade.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Até o final de junho, todas as lotações deverão estar com as catracas travadas



Até o dia 30 de junho, todos os micro-ônibus que compõem o transporte feito por lotações de São Vicente deverão estar com suas catracas travadas. Atualmente, 80% da frota já circula com o equipamento travado. Os demais carros estão sendo alterados gradativamente.

“Diariamente, faço o travamento de cerca de dez carros. A perspectiva é que até o final do mês, todos os veículos estejam padronizados”, disse Rogério Pedroso, técnico responsável pelo serviço, que é feito dentro da garagem da Cooperlotação.

Com o travamento das catracas e a instalação de campainhas, os passageiros vicentinos entram numa nova fase do transporte municipal. “Estamos trabalhando para melhor organizar o sistema. A simples ação de entrar, pagar, passar a catraca, tocar a campainha e descer pela porta de trás, representa uma grande mudança de comportamento e amadurecimento do serviço”, garante o presidente da cooperativa, Wagner Luiz Alves de Souza.

O presidente ainda lembra que o travamento das catracas, altera, também, outras condutas, como as dos beneficiados com a gratuidade, que deverão se identificar logo que entrarem nas lotações.

Mais do que alterar comportamentos, o travamento das catracas representa maior precisão do número de passageiros transportados. Atualmente, a cooperativa tem uma estimativa baseada nas vendas de cartões transportes e do que é informado pelos motoristas, quando a passagem é paga em dinheiro.


terça-feira, 19 de abril de 2016

Novo presidente afirma que seu maior projeto é administrar com transparência



Eleito presidente da Cooperlotação, em pleito realizado no dia 18 de abril na sede da entidade, Wagner Luiz Alves de Souza afirma que seu maior projeto para o sistema é administrar com transparência. “Gosto das coisas certas e de muita clareza. Esta deverá ser a minha marca na cooperativa”.

Apesar de ser um dos fundadores do transporte feito por lotações na cidade, Wagner nunca havia se candidatado a nenhum cargo no sistema. “Aos 24 anos comprei uma Topic em sociedade com meu irmão. Queríamos combater o desemprego. Estou há 20 anos operando lotação. Trabalho 14 horas por dia e gosto do que faço. Mas tem uma hora em que mudar se faz necessário”, disse.

Wagner candidatou-se à presidência da entidade por insistência de outros cooperados, que viram nele qualidades de líder. “Aceitei o desafio por enxergar que era hora de tomar esta posição. Vamos liderar para não deixar o barco afundar”, enfatizou o novo presidente.

Ele continua: “Os obstáculos que estamos passando servirão para nos ajudar a crescer, para então chegarmos a outro patamar das nossas vidas. Acredito que trabalhando juntos, iremos melhorar. Para isso, preciso do apoio e participação dos cooperados, lembrando que tudo o que temos na entidade é nosso”.

O novo presidente também afirma que vai lutar pela implantação do caixa único, pois enxerga a medida como a melhor solução para viabilizar o sistema.



                         

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Cooperlotação elege novo presidente



Wagner Luiz Alves de Souza, do Parque das Bandeiras, foi eleito presidente da Cooperlotação. O pleito para escolha da nova diretoria aconteceu ontem (18), na sede da cooperativa. Wagner, que representava a Chapa 3, teve 113 votos a seu favor. Elias Felipe da Silva, do Jockey, candidato da Chapa 1, levou 73 votos. Três cooperados anularam suas cédulas.

O eleito presidirá a entidade ao lado de Márcia Germânia Ferreira, que será a vice. Gustavo Enrique Dias de Lima será o primeiro secretário e José Henrique Rodrigues de Souza, o segundo secretário. Marcelo Oliveira Gonçalves será o tesoureiro e seu vice será Edilson Oliveira Pinhão.

“O processo de transição entre diretorias inicia hoje. É um processo que precisa ser imediato, para que os eleitos possam conhecer o serviço o quanto antes, para entender o funcionamento da cooperativa”, explicou o Dr. João Guilherme Pereira, advogado da entidade.

Conselho Fiscal – Durante o pleito também foram escolhidos os seis novos conselheiros fiscais da Cooperlotação. José Antônio Cardoso da Silva foi eleito o presidente do conselho, com 121 votos. Aldair Mian recebeu 99 votos, sendo o segundo conselheiro eleito. A terceira vaga ficou com Francisco Faria Leite, o Tico, que recebeu 96 votos. Os conselheiros suplentes são, em ordem de votação, Adilson Guilhermel Junior; Daniel José Bezerra, o Formiga; e André Luiz Mafra de Oliveira.

Posse - A posse dos novos diretores e conselheiros eleitos ainda não tem data para acontecer. Ela deve ocorrer após a ata voltar da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo) já registrada.



terça-feira, 12 de abril de 2016

Donos de lotação têm até o final de abril para instalar catracas nos microônibus

A instalação e lacração dos equipamentos é uma determinação da Setrans

Por determinação da Secretaria de Transportes, os micro-ônibus do transporte municipal de São Vicente deverão ter catracas travadas. Os permissionários de lotações têm até o final de abril para ir até a sede da cooperativa e instalar o equipamento em seu veículo.
A ordem veio por meio do ofício 098/2016. O documento esclarece que aquele que não cumprir a resolução sofrerá suspensão dos serviços.
As catracas começaram a ser instaladas em outubro do ano passado. Boa parte das lotações que circulam nas ruas já funciona com o equipamento travado, alterando, assim, o funcionamento interno do veículo para o passageiro.
Nos micro-ônibus, os passageiros já estão subindo pela porta da frente e descendo pela de trás, como é feito nos ônibus intermunicipais e nas cidades vizinhas. O usuário pagará a passagem assim que embarcar no veículo. Já os beneficiados com a gratuidade, deverão se identificar logo que entrarem nas lotações.

Precisão – Com as catracas travadas, é possível ter uma precisão mais próxima do real número de transportados. Atualmente, a cooperativa tem uma estimativa em cima das vendas de cartão transportes e do que é informado pelos motoristas, quando a passagem é paga em dinheiro.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Eleição para diretoria da Cooperlotação tem nova data



Os permissionários do transporte municipal vicentino deverão se reunir 
ainda este mês para escolher nova presidência

Os permissionários associados à Cooperlotação deverão eleger a nova diretoria da entidade. O pleito para escolha dos novos conselhos administrativo e fiscal, que não aconteceu no dia 7 de março, como inicialmente foi previsto, foi remarcado para o dia 18 de abril. O evento acontecerá das 17 às 20 horas, na sede da cooperativa.

O edital de convocação para a Assembleia Geral estabelece que os candidatos à executiva deverão ter em ordem os documentos determinados pelos artigos 71 à 80 do Estatuto Social da cooperativa. Os concorrentes ao conselho de administração deverão entregar a documentação até dia 8 de abril, já os candidatos ao conselho fiscal têm até 14 de abril para manifestar seu interesse no pleito.

De acordo com o que rege o estatuto, serão conclamados eleitos os componentes da chapa de administração que alcançarem maioria simples dos votos dos cooperados presentes na assembleia. Já para o Conselho Fiscal serão eleitos os seis candidatos mais votados, sendo os três primeiros na condição de efetivos e os demais, na ordem, como suplentes.


quinta-feira, 31 de março de 2016

Nota de Esclarecimento

Dr. João Guilherme afirma que os recentes acontecimentos não configuram o emblema da Cooperlotação como prestadora de transporte

A diretoria da Cooperlotação informa, por meio de seu departamento jurídico, que os recentes acontecimentos que levaram o nome da instituição a estampar páginas dos principais informativos e telejornais da região não configuram o emblema da cooperativa.
“Há 18 anos o sistema opera legalmente, atendendo a população de São Vicente com eficácia. São quase duas décadas servindo aos vicentinos da melhor forma possível. Os cooperados têm trabalhados juntos para sanar os problemas existentes e, assim, oferecer um transporte que favoreça, ainda mais, seus usuários”, disse o advogado da entidade, Dr. João Guilherme Pereira.
Ele continua: “A cooperativa tem uma marca a zelar e a missão de proporcionar um transporte mais confortável e seguro aos munícipes vicentinos. Por isso afirmo que nada mudou para o usuário. O sistema continuará operando normalmente”.



terça-feira, 29 de março de 2016

Com prazo estendido, vans poderão operar até 22 de julho


Até o dia 22 de julho os veículos de lotações de uma porta só circularão em São Vicente. A decisão, anunciada recentemente pela Prefeitura de São Vicente, dá um novo fôlego para os operadores do sistema. Uma portaria publicada pela Secretaria de Transportes no dia 16 de março – data em que 110 veículos deveriam deixar de rodar na cidade - deu este novo prazo de adequação para padronização da frota.
Agora, os veículos que não atendem ao Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) para acessibilidade, assinado em 2009 entre a e Municipal de São Vicente, a Cooperlotação e o Ministério Público, poderão deixarão o transporte num cronograma de escalonamento. Em março, 10 vans fabricadas em 2006 pararam de operar na cidade.
Em 15 de abril, os veículos fabricados entre 2007 e 2009 não rodarão mais; em 15 de maio, deixam o sistema os carros com data de fabricação entre 2010 e 2012 e em 15 de junho, as lotações fabricadas a partir de 2013 não farão mais parte do transporte municipal.
“Lembrando que a portaria é válida apenas, para veículos com uma porta só e sem acessibilidade”, enfatizou o advogado da Cooperlotação, Dr. João Guilherme Pereira. Ele ainda afirma que as regras para veículos de uma porta só podem mudar.

No dia 15 de março, um projeto de lei de autoria do vereador Pedro Gouvêa, que estende ainda mais o prazo para adequação da frota, foi aprovado por unanimidade. “Tudo depende agora da decisão do prefeito. Não sabemos se ele vai ou não sancionar esta lei, mas faremos o que for ordenado pela administração pública”, completou o advogado. 

quarta-feira, 16 de março de 2016

São Vicente mantém prazo e vans já estão proibidas de circular


A partir desta manhã, somente lotações com duas portas estão autorizadas no transporte da Cidade



A partir desta quarta-­feira (16), só poderão circular no sistema de transporte municipal de São Vicente as lotações que tiverem duas portas de acesso. Mesmo com as investigações em torno da chamada Máfia das Lotações não houve prorrogação no prazo de adequação à medida, que atende um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 2009 entre Prefeitura e Ministério Público. 

Com isso, a partir de agora, apenas micro­ônibus podem atuar no transporte municipal. A Secretaria de Transportes (Setrans) garante que desde as primeiras horas fará fiscalização, apreendendo e multando os veículos que não cumprirem a exigência. Ainda conforme o TAC, a partir de julho toda frota precisará também de elevadores de acessibilidade. 

De acordo com a Prefeitura de São Vicente, de imediato a mudança na regulamentação do sistema deve tirar de circulação 110 dos 359 veículos que operam no setor. Apesar da baixa de quase um terço da frota, a Setrans garante que os munícipes não serão prejudicados, uma vez que hoje as lotações atendem por turnos, o que permite um ajuste de logística que impeça impactos diretos. 

A substituição da frota é apontada pelo prefeito Luís Cláudio Bili (PP) como fundamental para coibir a evasão de receitas públicas. “Hoje, o controle de passagens é muito complicado. Por isso, o que queremos é travar as catracas. Mas só é possível darmos esse passo à medida que adequarmos a frota”, disse ele na última segunda-­feira. 

Segundo o chefe do Executivo, essa seria uma medida eficaz para acabar com a chamada máfia, que utiliza o sistema para lavagem de dinheiro. 

Câmara  - Enquanto isso, há um clamor de parte dos perueiros pelo adiamento da adequação. Nesta terça-­feira (15), houve sessão extraordinária na Câmara, às 18 horas, onde um projeto de lei de autoria do vereador Pedro Gouvêa (PMDB) foi aprovado por unanimidade adiando os prazos para a mudança da frota. 

Inicialmente, a sessão estava marcada para 10 horas, mas por um erro administrativo da Câmara, a ordem do dia acabou sendo publicada na última segunda­-feira informando que a sessão seria no começo da noite. Nos dois períodos, porém, trabalhadores do transporte e donos de lotações encheram o plenário. 

O discurso dos vereadores estava alinhado, no sentido de defender que as mudanças são importantes, mas que o momento de investigações indica a necessidade de uma prorrogação do prazo. Agora, o projeto irá para sanção do prefeito. Se vetada, a matéria retorna à Casa para nova discussão. 

No entanto, os efeitos práticos do projeto ainda são contestáveis. Isso porque a Prefeitura argumenta que o TAC em vigor impede que a lei seja sancionada. 

Segundo a assessoria jurídica da Câmara, porém, o acordo entre o Município e o MP não pode impedir que a Casa exerça a sua função legislativa. Assim, caso o prefeito julgue o projeto ilegal ou inconstitucional, ele poderá vetá-­lo.

Matéria de Victor Miranda, publicada no site do jornal A Tribuna, em 16 de março de 2016
Foto: A Tribuna

terça-feira, 8 de março de 2016

Lotações continuam operando normalmente


A diretoria da Cooperlotação informa que o transporte municipal vicentino operado pelas lotações continua circulando normalmente. “Tivemos um problema administrativo que em nada afetará o sistema operacional. O atendimento ao usuário foi paralisado pela manhã, mas logo será normalizado”, disse o advogado da Cooperlotação, Dr. João Guilherme Pereira.

Quanto à Operação Martim Afonso, o advogado afirma que os diretores e as funcionárias detidos pela polícia ontem (7) não são considerados culpados na acusação de lavagem de dinheiro.

Dr. João Guilherme explica: “Não há provas garantidas de que eles têm culpa de algo, uma vez que foram levados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) a fim de colaborar para que a investigação ocorra de forma tranquila”.

Em entrevista coletiva dada na noite de ontem, o delegado Luiz Ricardo Lara, delegado, que investiga a Operação Martim Afonso, ratificou o motivo das apreensões.

“Essas prisões temporárias não trazem, ainda, a inferição de culpa. Todas as pessoas custodiadas temporariamente, assim o foram, porque a custódia era imprescindível para a instrução do inquérito policial neste momento, o que não as torna rés em uma eventual ação penal que venha a ser proposta”.


sexta-feira, 4 de março de 2016

Usuários de lotação são beneficiados com integração gratuita



Pegar duas lotações pagando apenas uma passagem é possível em São Vicente. O benefício, válido apenas para usuários de cartão transporte comum, é dado pela Cooperlotação desde 2014. 

Para ter acesso a este privilégio, é necessário fazer uma recarga de R$ 30,00 - que garante o direito a 10 passagens e uma integração sem custo por passagem. A vantagem só é obtida caso o passageiro pegue a segunda lotação em até 30 minutos após a descida da primeira.

Os interessados em utilizar a integração gratuita deverão fazer seu cadastro para aquisição do cartão comum na loja da Cooperlotação, que fica na Rua Campos Sales, 336, no Centro. 

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3467-1842.

quarta-feira, 2 de março de 2016

Cooperlotação elegerá nova diretoria

Anderson da Silva, atual presidente da cooperativa, 
concorre à reeleição em chapa única

No próximo dia 7 de março, permissionários filiados à Cooperlotação deverão eleger a nova diretoria da entidade. O pleito para escolha dos novos conselhos administrativo e fiscal acontecerá das 17 às 20 horas, na sede da cooperativa.

Anderson da Silva, atual presidente da instituição, concorre em chapa única. O prazo para entrega das chapas foi 26 de fevereiro. Duas outras chapas, encabeçadas por Vicente Galdino Batista e José Cezar Soares Pinto, respectivamente, se inscreveram para concorrer à principal vaga do executivo da instituição, mas tiveram suas inscrições deferidas pelo departamento jurídico da cooperativa.

Segundo parecer do Dr. João Guilherme Pereira, advogado da entidade, alguns integrantes das chapas 2 e 3 não atenderam às normas estatutárias. “O estatuto é claro quanto às obrigações dos concorrentes. A atual diretoria chegou a informar a cada candidato quais os documentos e obrigações necessárias a fim de concorrer ao pleito. A entrega do kit informativo foi feita a fim de não haver dúvidas acerca do que era preciso para concorrer ao sufrágio eleitoral. Infelizmente, alguns candidatos não se ativeram a isso”, explicou o advogado.

Chapa 1 – A diretoria que comporá a futura executiva da Cooperlotação deverá ter como vice-presidente, Siddharta Krisnazzis Meirelles. Cleber Carpanedo e Renato Nicolussi Lima continuam como 1° secretário e 1° tesoureiro, respectivamente. Elias Felipe da Silva será o 2° secretário e Nelson Augusto Rodrigues, o 2° tesoureiro.

Conselho Fiscal - Além da escolha da diretoria executiva, o pleito elegerá, ainda, os três novos conselheiros fiscais e seus suplentes. Os mais votados entrarão na condição de efetivos.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Disputa para presidência da Cooperlotação poderá contar com três chapas



Três chapas se inscreveram para compor a nova diretoria executiva da Cooperlotação. Anderson da Silva concorre à reeleição. Vicente Galdino Batista e José Cezar Soares Pinto também matricularam-se para disputar a presidência da entidade. A eleição acontecerá dia 7 de março, na sede da cooperativa.

A documentação das chapas será analisada pelo departamento jurídico da instituição e a validação das mesmas dar-se-á na próxima segunda-feira, dia 29.

O edital de convocação para a Assembleia Geral Ordinária estabelece que os candidatos à executiva deverão ter em ordem os documentos determinados pelos artigos 71 à 80 do Estatuto Social da cooperativa.


Cooperlotação elegerá nova diretoria

Cooperados escolherão nova executiva em 7 de março

No próximo dia 7 de março, permissionários filiados à Cooperlotação deverão eleger a nova diretoria da entidade. O pleito para escolha dos novos conselhos administrativo e fiscal acontecerá das 17 às 20 horas, na sede da cooperativa.
O edital de convocação para a Assembleia Geral Ordinária estabelece que os candidatos à executiva deverão ter em ordem os documentos determinados pelos artigos 71 à 80 do Estatuto Social da cooperativa.

De acordo com o que rege o estatuto, serão conclamados eleitos os componentes da chapa de administração que alcançarem maioria simples dos votos dos cooperados presentes na assembleia. Já para o Conselho Fiscal serão eleitos os seis candidatos mais votados, sendo os três primeiros na condição de efetivos e os demais, na ordem, como suplentes. 

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Permissionários de lotação aprovam aumento do capital social da entidade


2/3 dos permissionários presentes votaram à favor da pauta

O aumento do capital social da Cooperlotação foi aprovado na noite de ontem (17), em Assembleia Geral Ordinária realizada nas instalações do Sest Senat. A reunião, que iniciou às 17 horas em terceira chamada, contou com a presença de 208 cooperados.

O pleito foi realizado por meio de voto aberto e cada participante pode anotar sua opção numa planilha. O registro contou com a fiscalização voluntária dos próprios permissionários do transporte, que puderam assegurar a validade do processo.

O aumento do capital social foi a escolha de 154 cooperados, contra 54 que não eram favoráveis à mudança. “Conforme rege o estatuto da cooperativa, o pleito atingiu seu objetivo, uma vez que 2/3 dos permissionários presentes votaram à favor da pauta do dia”, esclareceu o Dr. João Guilherme Pereira, responsável pelo jurídico da entidade.

Renato Nicolussi Lima, diretor financeiro da Cooperlotação, afirma que esta aprovação fortalecerá ainda mais o sistema. “Esta mudança nos dará maior poder econômico e patrimonial, que nos possibilitará participar de licitações de transporte público municipal, tanto em São Vicente quanto em qualquer outra cidade da região”, explicou.



terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Frota de lotações em São Vicente será trocada por micro-ônibus até o dia 15 de março



De acordo com a Secretaria de Transportes (Setrans), 40 micro-ônibus já estão em circulação. A medida é o cumprimento de uma Lei Municipal e de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado em 2009, entre Ministério Público, prefeitura e a cooperativa que opera o sistema de transporte publico municipal.

Leia mais acessando o link do Santal Portal, clique aqui

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Transporte municipal de SV será 100% composto por microônibus de duas portas

Em pouco mais de um mês, as vans não mais farão parte do sistema



A partir do dia 15 de março, todas as lotações de São Vicente serão composta por microônibus de duas portas com acessibilidade.  A decisão foi apresentada hoje (12) pela Secretaria de Transportes, por meio de um Termo de Ciência.

“A data nos pegou de surpresa, mas não a ação. Há uma lei municipal que determina que vans e microônibus de uma porta só saiam do sistema. Ganhamos tempo para fazer isso e agora vamos cumprir o que determina a legislação”, disse Anderson da Silva, presidente da Cooperlotação.

Ele revela que a saída desses veículos fará com que a diretoria da cooperativa trabalhe com mais agilidade na padronização da frota. “Esses carros vão sair e precisamos substituir por novos para não prejudicar a população. Já os cooperados não devem se preocupar, pois receberão normalmente”, afirma o presidente.


Segundo o documento apresentado, essas mudanças acontecerão para atender as leis 3297-A e 1660-A) e o Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) assinado em 2009 pelo Ministério Público, Prefeitura e líderes do transporte municipal vicentino.